A ZUMBIFICAÇÃO DA FAMÍLIA E A MORTE DO MUNDO!…

30/07/2010

A falta de família determina os grandes problemas sociais hoje no mundo.

Um mundo sem famílias será um mundo sem amor! Mas e não há mais famílias no mundo?…Claro que há; mas está acabando… Ainda há pai e mãe, apesar de que muitos são apenas progenitores, e, dia a dia, menos pais e mães de fato… Daqui a tempos [não muitos tempos] haverá uma grande quantidade de filhos de proveta e sem pais de fato. Hoje se vê a falta de família determinando os grandes problemas sociais nas grandes cidades do mundo…São meninos e meninas cheios de ódio e de rancor; tomados de vontade violenta; irreverentes; prontos para qualquer coisa suicida… Prova disso, além da proliferação das drogas químicas que matam, há ainda os crimes contra pai, mãe, avós e parentes…O que poderá fazer o Estado em favor de uma sociedade sem famílias?…Não basta haver progenitores ou agentes legais de paternidade e maternidade…O que falta mesmo é a velha e saudável noção de família, de casamento, de educação, de respeito, de reverencia pelos mais velhos; e, sobretudo, falta a certeza de que pai e mãe são para sempre…Ora, este último aspecto é o mais fundamental… Entretanto, tal conceito está moribundo pelo fato não apenas de os pais se separarem com extrema facilidade, mas, também, em razão de que tais pais, uma vez separados, trabalham contra a antiga família… São homens, pais, que se vão e não mais voltam…São mulheres, mães, que uma vez separadas trabalham contra o ex-marido em relação aos filhos…No fim o que fica são esses meninos zumbis…Sim! Zumbis sem vida e amor; apenas prontos para os espasmos da vontade suicida e descomprometida com o sentido da vida…Um mundo assim será uma  assombração…De fato a Terra está se tornando um lugar mal-assombrado… É do Haiti que hoje me vem a maior inspiração para crer no poder do amor…É a terra do Vodu?…É o que dizem…Todavia, apesar de tudo, na atual catástrofe se viu a poder do amor de pais por seus filhos e de filhos pelos seus pais…Houve quem, debaixo da terra, cavasse 50 horas, sozinho, a fim de salvar um filho igualmente sob os escombros; tendo o mesmo acontecido também com filhos que viraram tatus em busca de suas mães…Em New York tal catástrofe talvez não tivesse as histórias pessoais de amor e compromisso com pai, mãe e filhos que se viu e se vê no Haiti…Aqui, e dizem que o Haiti não é AQUI, o que se vê é um terremoto sem abalos sísmicos, mas que faz a alma tremer de desesperança e desamor…No processo de glacialização do amor no mundo, a morte do sentido e significado de família é o agente mais devastador…A Grande Bomba do mundo é a existência sem família e sem amor!…Quem acha isso “careta” haverá de ver a careta dos filhos contra os pais e dos pais contra os filhos…Eu creio na essencialidade da família porque eu creio no Pai, no Filho e Espírito Santo! Quem crê que Deus é amor e que Ele é Pai, Filho e Espírito Santo — esse tem que ver na família o arquétipo de tal verdade eterna, sem a qual os homens, feitos à imagem e semelhança de Deus, se tornam deuses dês-relacionados e perversos…Quem diz que tem medo de Macumba deve saber que a maior Macumba da Terra é essa que é feita de Despachos de Filhos e de Pais… É no desamor de tais “despachos” que o diabo cresce no mundo!…Quanto menos amor nas famílias […], mais diabo no mundo! Quem tiver ouvidos para ouvir, ouça!  

Nele, que disse “Eu e o Pai somos um”,

 Autor: Caio Fábio (http://www.caiofabio.net)

Anúncios

HOMEM É PRESO COM DROGAS E MUNIÇÕES NO ARAPOANGA

29/07/2010

 

Na noite desta quarta-feira (28) policiais militares prenderam um homem que estava vendendo drogas na quadra 06, conjunto “A” do Arapoanga. Com ele foram encontradas cerca de 50 gramas de maconha, uma balança de precisão e 18 munições, sendo 12 de calibre 32 e seis de calibre 38.

O que chamou a atenção da equipe composta pelo cabo Marcio Sousa e pelos soldados Oliveira e L. Araújo foi a semelhança da balança de precisão com um aparelho celular.

fonte: PMDF


Por que algumas músicas grudam na cabeça?

27/07/2010

Mente vazia, além de ofício do Diabo, é lugar ideal para abrigar músicas grudentas

O sujeito acorda, boceja e, sem mais nem menos, ouve um: “Bota a mão na cabeça que vai começar”, vindo do seu cérebro. O tempo passa, ele escova os dentes, toma um café e: “O Rebolationtion, o rebolation/ o rebolation- tion”. Já era. A música grudou. Esse fenômeno irritante, que faz com que fiquemos repetindo mentalmente músicas, é chamado de earworm (“minhoca de ouvido”), termo criado pelo professor James Kellaris, da Universidade de Cincinnati. Quando estamos desocupados ou distraídos, basta pensar rapidamente numa música para o fenômeno acontecer. O que se forma, então, é algo parecido com uma coceira cerebral. O jeito de amenizar o incômodo é repetir mentalmente a música ad infinitum.
Para descobrir isso, pesquisadores da Universidade Dartmouth, nos EUA, colocaram voluntários para ouvir música. Sem aviso, a música parava. Quando a melodia era conhecida do ouvinte, o córtex auditivo continuava trabalhando, relembrando a melodia. Quando a música era desconhecida, a mente do sujeito ficava vazia. Para ocupar esse espaço, o cérebro começava a repetir o que tinha acabado de ouvir. Estranhamente, mulheres são mais suscetíveis ao fenômeno – só não se sabe ainda por quê.

O professor Kellaris diz que qualquer canção pode entrar em looping. “Mas músicas simples, repetitivas e com mudanças inesperadas têm mais probabilidade de grudar”, diz. São aquelas formadas por refrões, frases marcantes ou oscilações na voz… Isso te lembra algo? “O Rebolation é bom, bom/ O Rebolation é bom, bom, bom.”

Fonte: superinteressante


PIPA LEGAL NÃO TEM CEROL

22/07/2010

Inventada pelos chineses para servir como instrumento militar, a pipa era utilizada para alertar os batalhões chineses sobre a presença de inimigos. Com o tempo, se tornou uma das brincadeiras mais tradicionais. O período de férias e o bom tempo incentivam crianças e adultos a soltar pipa. Trata-se de uma atividade saudável, porém deve ser com cuidado para não ocorrer acidentes.

Distração e utilização do cerol – mistura de vidro moído com cola, utilizado para cortar a linha de outras pipas – são os maiores causadores de acidentes. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 34 acidentes foram registrados envolvendo cerol, de 2004 a 2007.

Com toda atenção voltada para o céu, quem brinca com pipa acaba movimentando-se sem atentar para o que ocorre em volta. A distração pode acarretar acidentes, levando a queda de lugares altos, atravessarem na frente dos carros e, cair em buracos. O cerol é outro perigo e pode ser letal. É um risco tanto para quem empina, quanto para as pessoas em volta, como ciclistas, pedestres e motociclistas. O que devia ser uma brincadeira, na verdade é algo muito perigoso. Tão perigoso, que é até crime, sabia? Solte Pipa, mais solte sua pipa com segurança, o  vidro do cerol é altamente cortante e pode por em risco muitas vidas.

 

 Dicas para soltar pipa:

Nunca soltar pipa perto de antenas, postes e fios elétricos;
Preferir locais abertos como parques ou campos;
Nunca empinar pipas em lugares altos, como telhados ou lajes;
Não soltar pipas em dias chuvosos;
Jamais utilize linha metálica, nem cerol;
Também não fazer pipas com papel laminado porque há risco de choque elétrico;
Se a pipa enroscar em fios elétricos não tentar tirá-la;
Ao correr atrás das pipas tomar cuidado com o trânsito.

Fontes: claudinhodabeijaflor.blogspot.com/…/wwwcerolcombr.html


Dia do amigo

20/07/2010

“Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade”. Confúcio

O Dia Internacional do Amigo, celebrado a 20 de julho, foi primeiramente adotado em Buenos Aires, na Argentina, com o Decreto nº 235/79, sendo que foi gradualmente adotado em outras partes do mundo.

A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. Ele se inspirou na chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do universo. Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema “Meu amigo é meu mestre, meu discípulo é meu companheiro”.

Aos poucos a data foi sendo adotada em outros países e hoje, em quase todo o mundo, o dia 20 de julho é o Dia do Amigo, é quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras, na teoria.

No Brasil, o dia do amigo  é comemorado oficialmente em 18 de abril. Em 20 de julho é comemorado o dia da amizade, mas atualmente o país também vem adotando a data internacional.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_do_amigo


A PROIBIÇÃO DA “PALMADA”

18/07/2010

localisation: palmas das mãos, diagnóstico: Dermatite de contato irritativa agudaA medida visa garantir o direito de uma criança ou jovem de ser educado sem o uso de castigos corporais ou “tratamento cruel e degradante”. Atualmente, a Lei 8.069, que institui o ECA, condena maus-tratos contra a criança e o adolescente, mas não define se os maus-tratos seriam físicos ou morais. Com o projeto o artigo 18 passa a definir “castigo corporal” como “ação de natureza disciplinar ou punitiva com o uso da força física que resulte em dor ou lesão à criança ou adolescente”. Para os infratores, as penas são advertência, encaminhamento a programas de proteção à família e orientação psicológica.

“A definição proposta se aplica não só para o ambiente doméstico, mas também para os demais cuidadores de crianças e adolescentes – na escola, nos abrigos, nas unidades de internação. O projeto busca uma mudança cultural”, diz a subsecretária nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Carmen Oliveira. Segundo ela, “1/3 das denúncias no Disque 100 refere-se à violência doméstica, seja na forma de negligência ou de maus tratos”.

Será necessário o testemunho de terceiros – vizinhos, parentes, funcionários, assistentes sociais – que atestem o castigo corporal e queiram delatar o infrator para o Conselho Tutelar. Vale lembrar que, no caso de lesões corporais graves, o responsável é punido de acordo com o Código Penal, que prevê a pena de 1 a 4 anos de prisão para quem “abusa dos meios de correção ou disciplina”, com agravante se a vítima for menor de 14 anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: gazeta do povo de Curitiba


O divórcio pode ser contagioso

18/07/2010

Amor, como é que anda o casamento do vizinho, hein?”

Parece que a gente não se cansa mesmo de copiar os outros. Mesmo quando o papo é bem sério, tipo o fim de um casamento. Um novo estudo (feito por pesquisadores das universidades de Brown, Califórnia e Harvard) aponta que “o divórcio pode se espalhar entre amigos, irmãos e colegas de trabalho”. Tipo um vírus? É. Em alguns casos, até amigos de amigos entram no bolo e, sem nem saber, influenciam o seu relacionamento. Segundo o estudo, uma pessoa pode ficar até 75% mais propensa a terminar o próprio casamento se alguém bem próximo a ela já tiver mandado o amor passear (se o divorciado exemplar for amigo de um amigo, a “taxa de contaminação” ainda é alta: 33%). Os autores concluem que “observar a saúde do casamento alheio dá suporte e aumenta a durabilidade da própria relação” e que “o divórcio deve ser entendido como um fenômeno coletivo, que se estende muito além do que àqueles diretamente afetados”. E ainda trazem uma porção de outras constatações interessantes, como, por exemplo, que o risco de divórcio diminui a cada filho que o casal tem e que pessoas populares são menos propensas à separação.

Fonte: superinteressante