I CAMPEONATO DE XADREZ DO 14º BPM

30/08/2010

         Inscrições abertas e Gratuitas.

O Campeonato ocorrerá no dia 30/10/2010 – Sábado a partir das 09:00 horas.

Premiação: Troféus e medalhas para os primeiros colocados.

Anúncios

GTOp prende homem por tentativa de homicídio

30/08/2010

Um homem foi preso por volta de 00h30 desta segunda-feira (30) na quadra 22, conjunto “K” do Buritis IV – Planaltina. Ele tentou matar sua esposa após uma discussão.
As equipes do GTOp 34 foram acionadas para a ocorrência, e no local, prenderam o homem que estava dentro de casa. Com ele foi encontrado um revólver calibre .38 com cinco munições. Em seguida ele foi levado à delegacia da área para registro da ocorrência.

Fonte:PMDF


Adolescentes são pegos após roubo em Planaltina

30/08/2010

Três adolescentes foram apreendidos às 11h40 de domingo (29) após cometerem atos infracionais em Planaltina. O trio tentou efetuar um roubo no Buritis II, mas não conseguiram. A PMDF foi acionada e começou uma busca pelos autores que foram encontrados no Buritis IV.
Eles estavam com quatro bicicletas, sendo que uma delas tinha acabado de ser roubada. Com um dos infratores foi encontrado um revólver calibre .38 com cinco munições. Eles foram levados à Delegacia da Criança e do Adolescente.

Fonte:PMDF


Dia do Soldado

25/08/2010

O dia do soldado é comemorado no dia 25 de agosto. A data, que tem por objetivo homenagear o  trabalho dos membros do Exército Brasileiro, foi instituída em homenagem a Luís Alves de Lima e Silva, patrono do Exército brasileiro, nascido em 25 de agosto de 1803. Com pouco mais de 20 anos já era capitão. Luís Alves de Lima e Silva – Duque de Caxias -lutou e defendeu o Brasil em confrontos externos e internos.

Soldado é uma graduação do fundo da hierarquia militar. O termo soldado deriva do latim solidarius – alguém que é pago para servir. No Brasil, o  serviço militar é obrigatório por lei desde 1908. Ao completar 18 anos, todo rapaz deve se cadastrar em alguma das forças armadas (Marinha, Exército ou Aeronáutica). Na estrutura do governo brasileiro, estas estão integradas ao Ministério da Defesa e tem por objetivo a defesa dos direitos constitucionais. A carreira de soldado proporciona ao jovem o aprendizado de valores como disciplina, organização, amor à pátria, solidariedade e perseverança, entre vários outros que orientam suas atividades dentro e fora do quartel. O soldado exerce atividade em tempos de guerra e na manutenção da paz, dentro e fora do país. Presta auxílio à população em situações de calamidade. Ao longo do século XX, o Dia do Soldado foi perdendo a sua popularidade e não mais é um dia público de festividade, nem mesmo são mais organizadas paradas militares em sua honra. Hoje as forças armadas brasileiras são homenageadas no dia 7 de setembro, quando é comemorada a independência do Brasil e de Portugal, ou no dia 15 de novembro, data em que se comemora a Proclamação da República.

Fonte: http://www.sempretops.com/


Das ruas para o esporte

25/08/2010

PM incentiva a prática de esporte para livrar crianças da criminalidade

Substituir a rua pelo campo. Essa é a proposta do projeto Nossa Casa, criado pela Polícia Comunitária do 14° Batalhão da Polícia Militar de Planaltina. Existente  há cerca de dois anos, a iniciativa permite o acesso de 445 crianças de 6 a 17 anos ao esporte através de escolinha de futebol e aulas de artes marciais. Dia 17 os policiais militares promoveram um café da manhã com os pais e alunos para comemorar o patrocínio do uniforme da Escolinha de Futebol. No momento em que não estão na escola, às crianças das regiões como o Vale do Amanhecer e Arapoanga, são transportados pelo ônibus da PM para o Quartel do 14° Batalhão, onde existe um campo gramado de futebol. “O objetivo é tirar as crianças da ociosidade das ruas, educar e prevenir a criminalidade” enfatiza o soldado Gulliver Rodrigo. O coordenador pedagógico do projeto, soldado Inácio Santos, conta que o lema da iniciativa é “Prevenir para não Delinqüir” e tem o objetivo preencher o horário vago do dia com a prática esportiva. “Planaltina tem um histórico grande de jovens na criminalidade, o objetivo é não dar espaço para que isso aconteça e evitar que elas fiquem na rua enquanto os pais estão no trabalho”, afirma. O coordenador conta que a idéia partiu da própria população. “A comunidade procurava o Quartel em busca de informações sobre projetos sociais, então, iniciamos com futebol durante as férias e como a proposta foi aprovada pela comunidade levamos adiante”, declara Santos. Para ele, o projeto também é uma forma da PM interagir com a comunidade. “Através do projeto interagimos com a comunidade e a população aprende a confiar mais no trabalho da Polícia, até mesmo prestando informações”, diz. Além das atividades esportivas, os policiais militares do 14° Batalhão também promovem palestras educativas com temas relacionados a drogas, convivência familiar, dengue e outros assuntos sociais. A única exigência para participar do projeto Nossa Casa é estar freqüentando regularmente a escola.

Uniformes
A manhã de terça-feira (17) foi marcada pela entrega do uniforme oficial da Escolinha de futebol e pela participação dos pais dos meninos. Os policiais militares agradeceram a colaboração dos comerciantes locais que disponibilizaram a compra dos uniformes, até então mantidos pela PM. O patrocinador Ricardo Moraes, proprietário do Supermercado Sara, situado no Vale do Amanhecer, afirma que o projeto é muito importante. “As crianças são o futuro da nossa cidade, o importante é resgatá-las agora”, pondera. Outro patrocinador, Renato André, proprietário do Restaurante Rancho Mineiro, situado no Setor Tradicional de Planaltina, conta que decidiu colaborar porque acredita no sucesso do projeto. “Projetos que envolvem esporte são importantes para ocupar o tempo das crianças, evitando que elas pensem besteiras e tenham acesso às drogas e bebidas alcoólicas”, diz. A moradora do Vale do Amanhecer, Patrícia Alves Vieira, participou do evento juntamente com o filho de 7 anos. “Praticando esporte ele não está na rua fazendo coisa errada”, enfatiza. A dona de casa, Zenir Alves Pereira, levanta as mãos para o céu e agradece a participação do filho de oito anos no projeto. Ela conta que tem um filho de 18 anos envolvido com “coisas erradas”. “A criança que não tem outras atividades acaba indo para a criminalidade. Acho muito importante meu filho interagir com os policiais através do esporte. A gente faz de tudo para cuidar dos filhos da melhor forma possível, mas, não temos o controle deles”, desabafa.


Bebidas alcoólicas

24/08/2010

 

A idéia que se faz do álcool como produto estimulante é falsa, não passa de mito. Na verdade, a sensação estimulante provocada pelo álcool, nada mais é de que a diminuição da inibição. De fato, o álcool é depressivo e a sua ação pode induzir ao sono. A ação depressiva do álcool no cérebro e no sistema nervoso central reduz a capacidade mental e física diminuindo a habilidade para a realização de tarefas mais complexas como, por exemplo, conduzir um veículo. Conduzir veículo é tarefa que requer habilidade e prudência, todavia, estes requisitos são facilmente anulados após o motorista ter ingerido bebida alcoólica. Grande parte dos acidentes de trânsito ocorridos no Brasil é conseqüência direta da embriaguez ao volante, isso porque muitas pessoas ainda acreditam no falso poder estimulante do álcool.
Todo condutor de veículos em estado de embriaguez, mesmo leve, compromete gravemente a sua segurança e a dos usuários da via.

verdades e mentiras sobre a bebida

  • “Vou tomar café forte” – Apesar de estimulante, o café de nada altera o estado de embriaguez.
  • “Vou tomar banho frio” – Água fria apenas dá a sensação de “acordar” no instante da ducha. Os efeitos do álcool, porém, permanecem inalterados.
  • “Vou tomar vento” – Os efeitos do álcool não se dissipam com um “ventinho”. Só o passar do tempo elimina o álcool do organismo.
  • “Vou comer antes de beber” – Os efeitos do álcool variam de pessoa para pessoa, mas uma coisa é certa: o álcool sempre produzirá alterações em sua percepção, ainda que você esteja muito bem alimentado.
  • “Vou tomar um remédio” – A ciência não conseguiu produzir qualquer droga que elimine os efeitos do álcool. Nenhum comprimido, nenhuma receita milagrosa.
  • “Vou beber porque conheço o meu limite” – Ninguém está tão acostumado a beber a ponto de ficar livre dos efeitos do álcool. É difícil saber exatamente a hora de parar. Até porque a primeira função a ser comprometida pela bebida é a capacidade crítica.
  • “Vou beber esse tipo de bebida porque é mais fraca.” – Não existem bebidas fracas. O que determina o estado de alcoolemia é a quantidade de álcool ingerido. Ingerir 340ml de uísque ou cachaça não faz muita diferença. O certo é que, quem bebe, diminui os reflexos e não pode, de maneira alguma, dirigir.
  • O único remédio é o tempo: As medidas citadas anteriormente apenas produzem bêbados despertos, mas tão bêbados quanto antes.

O álcool produz efeitos de maneiras diferentes

É comum ouvir dizer que é a ingestão do álcool em doses determinadas não altera os efeitos psicológicos. Essa afirmação todavia é falsa, pois as vezes o indivíduo ingere uma pequena dose cujo efeito é idêntico a ingestão de uma grande dosagem alcoólica. Logo, em quantidades determinadas, o indivíduo é afetado de formas diferentes em diversas oportunidades.  Independente de algumas pessoas se tornarem mais irritadas ou alegres, em geral, quando bebem ninguém pode prever com precisão seus comportamentos.

Fonte: http://www.consciencia.net


Assaltantes são presos após roubo em Planaltina

18/08/2010

Um homem e um adolescente foram pegos após praticarem um roubo em um depósito de água na quadra 01, conjunto “I” da Vila Buritis – Planaltina.

O crime ocorreu por volta das 13h desta terça-feira (17), e na ocasião, os autores levaram cerca de R$ 800 em dinheiro do estabelecimento. A PMDF foi acionada pelas vítimas, e com as características dos assaltantes, a equipe de motociclistas do 14º BPM conseguiu encontrá-los no conjunto “B” da quadra 09. Com eles foi apreendido um revólver calibre .38 com quatro munições, além do dinheiro roubado.
O homem foi encaminhado à DP da área, já o menor infrator foi levado à Delegacia da Criança e do Adolescente.

Fonte:PMDF